Melhora exponencial

Setor automotivo apresenta forte alta de 20% no 1º quadrimestre

Com mais de 1.4 milhão de veículos emplacados, o mercado teve o melhor resultado para os quatro primeiros meses do ano desde 2014

acessibilidade:
Concessionária de veículos Chevrolet em Brasília.
Setor automotivo apresenta alta expressiva de 20% no 1º quadrimestre (foto: Geison Guedes/DP).

O mercado automotivo brasileiro apresenta o melhor primeiro quadrimestre desde 2014. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), nos quatro primeiros meses do ano, foram emplacados nada menos do que 1.411.139 de veículos, no mercado geral.

O número absoluto só não é mais impressionante do que a porcentagem de aumento. A relação janeiro a abril de 2024 para o mesmo período do ano passado apresentou um crescimento de exponenciais 20,04%. Em 2023 foram 1.175.588 emplacamentos no primeiro quadrimestre. Além disso, praticamente todos os dados estão no azul.

“Começamos 2024 confiantes em um crescimento sustentado e este primeiro quadrimestre confirma nossa expectativa. O momento mais favorável ao crédito e os juros mais contidos continuam tracionando o setor, especialmente, o mercado de automóveis e comerciais leves”, afirma Andreta Jr., presidente da Fenabrave.

Em abril, foram 410.530 emplacamentos, alta de 14,41% em comparação com março (358.780) e de expressivos 38,30% perante o mesmo mês do ano passado (296.831). 

Entre os veículos leves, foram 208.078 emplacamentos em abril, alta de 18,24% contra março (175.975) e de 37,1% (151.699) em relação ao mesmo mês de 2023. No acumulado, o crescimento foi de 17,49% (691.370 contra 588.453).

Há muito tempo, caminhões e ônibus não apresentam dados tão positivos. Em abril, foram 12.735 emplacamentos, alta de 8,48% perante março (11.740) e de 42,16% em relação ao mesmo mês de 2023 (8.958). No acumulado, crescimento de 0,39% (43.942 contra 43.773).

As motocicletas apresentaram uma alta de 11,52% de abril a março (170.252 e 152.667) e 40,82% para o mesmo período do ano passado (120.904). No primeiro quadrimestre foram 602.534 motos emplacadas, crescimento de 26,07% perante 2023 (477.951).

Reportar Erro