Mais Lidas

Em breve

Renault divulga primeiras imagens do novo Duster que chega em março

A reestilização profunda modifica o visual interno e externo do modelo

acessibilidade:
Renault Duster 2020. Fotos: Renault.

Em março, a Renault apresentará o novo Duster. O modelo, assim como ocorreu com o Sandero no ano passado, não receberá uma nova geração, mas sim um profundo facelift. Dessa forma, alguns detalhes não serão modificados. Ainda sem qualquer informação oficial, a marca acaba de divulgar as primeiras imagens do utilitário.

Pelas fotos, da dianteira e do interior do SUV, podemos perceber que o desenho do modelo irá mudar bastante, principalmente na cabine, que está bem mais moderna e em nada lembra a atual versão. Por fora, ele mantém o estilo robusto, mas com novos para-choque, capô, grade e faróis, que contam com nova luz de circulação diurna em LED. 

O interior foi completamente reformulado.

O grande destaque do interior é a gigante tela da central multimídia, que a Renault finalmente atualizou o desenho — esperamos que ela seja utilizada em outros modelos em breve. As saídas de ar também foram modificadas e estão mais elegantes. 

A imagem da cabine aponta que, ao menos em alguma versão, o novo Duster terá partida por botão com start/stop, ar-condicionado digital com mostradores nos próprios botões, piloto automático e faróis automáticos. Uma coisa que não irá mudar é o controle do sistema de som, que continua atrás do volante. 

Além disso, o câmbio, que deve ser o mesmo CVT, conta com trocas na própria alavanca. Rumores indicam que o motor 2.0 não será mais utilizado, apenas o 1.6 SCe de 120 cavalos. Se confirmado, então é certo que a versão 4×4 não continuará. 

A grande questão, claro, é sobre os preços — e o resto dos equipamentos também. O atual Duster parte de R$ 71.790. Como o Captur parte de R$ 79.990, o novo Duster não pode chegar neste valor, ao não ser que ele ocupe o lugar do irmão.