Mais Lidas

Pequeno eletrizante

Mini inicia pré-venda do Cooper S E no Brasil, primeiro 100% elétrico da marca

As unidades destinadas ao país já estão em produção na lendária fábrica de Oxford, na Inglaterra

acessibilidade:
Mini Cooper S E. Fotos: Mini.

Apresentado na Europa no ano passado, a Mini confirmou em fevereiro que a versão totalmente elétrica do Cooper viria para o Brasil. Agora, a marca apresenta os valores do modelo e inicia a pré-venda. O pequeno eletrificado chega em duas versões, Cooper S E Exclusive (R$ 239.990) e Cooper S E Top (R$ 264.990).

O S E conta com um motor 100% elétrico capaz de gerar 135kW, ou 184 cavalos, de potência, com 27,5kgfm de torque. Segundo a marca, o conjunto eletrificado é capaz de fazer o hatch ir do zero aos 100km/h em apenas 7,3 segundos. A bateria de íon-lítio de 32,6kWh permite uma autonomia de até 234 quilômetros no ciclo WLTP. 

O motor elétrico gera bons 184 cavalos.

Segundo a marca, todas as características clássicas do Cooper foram pensadas no desenvolvimento do modelo elétrico, que não perdeu espaço de pernas ou volume de porta-malas para receber as baterias de alta voltagem.

Sua distribuição de peso foi concebida de forma a garantir a dirigibilidade típica da marca. As células de bateria, sua disposição e até o peso total foram planejados para revolucionar o conhecido “Go-Kart-Feeling”, um sentimento de direção elevado pela rigidez da carroceria, esportividade, aceleração, equilíbrio, manobrabilidade e baixo centro de gravidade, conhecido dos modelos da Mini.

O Cooper S E é o primeiro modelo 100% elétrico da Mini.

Primeiro Mini a funcionar apenas com energia elétrica, o modelo é produzido na lendária fábrica de Oxford, no Reino Unido, a casa da marca inglesa. As unidades destinadas ao Brasil já começaram a ser produzidas e chegarão em breve ao país.

A bateria de íon-lítio pode ser carregada em uma tomada doméstica com o carregador portátil, com carregadores rápidos como o Mini Wallbox, e com carregadores de rodovias de corrente contínua. Na cidade de São Paulo, uma recarga completa realizada na residência do próprio cliente tem custo estimado inferior a R$ 30. 

Quem adquirir o modelo na pré-venda, leva o Mini Wallbox.

Quem adquirir o modelo durante a pré-venda, que realizar a reserva e pagamento do sinal, receberá, sem custo adicional, o Mini Wallbox. Além do carregador rápido, a marca disponibilizará o Mini Service Inclusive (plano de manutenção gratuita) por três anos, além de garantia do veículo pelo mesmo período. 

Todo Cooper S E sai de fábrica com um SIM card virtual sem custo ao cliente por um período mínimo de três anos. Com isso, o cliente pode acessar o Mini Connected, sistema que fornece uma série de serviços ao motorista e ao passageiro e permite usufruir de funcionalidades exclusivas como concierge, chamada de emergência inteligente, notícias em tempo real, previsão do tempo, serviços remotos, entre outros. 

Visualmente falando, o elétrico é igual aos irmãos a combustão.

De série, o elétrico ainda conta com seis airbags, piloto automático adaptativo, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, de chuva e crepuscular, pneus runflat, teto solar panorâmico, câmera de ré, faróis full LED, ar-condicionado digital de duas zonas, painel digital de cinco polegadas e central multimídia com display de 8,8 polegadas, navegação e Apple CarPlay.

A S E Top ganha assistente de direção com alerta e auxiliar de frenagem automática e aviso de saída de faixa, faróis direcionais com regulagem automática do alto, assistente de estacionamento, revestimento em couro, som da Harman/Kardon, head-up display, serviço ConnectedDrive com função Amazon Alexa e serviço de Concierge gratuito por mínimo de três anos e navegação informação de trânsito em tempo real.

Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E. Fotos: Mini.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E. Fotos: Mini.
Mini Cooper S E.
Mini Cooper S E.