Mais Lidas

Eletricidade a prova

Ford cria dragster elétrico baseado no Mustang, o Cobra Jet 1400

Projetado para corridas de “quarto de milha” o modelo tem impressionantes 1.400cv

acessibilidade:
Ford Mustang Cobra Jet 1400. Fotos: Ford.

Diário Motor — Dentre os mais diversos veículos de corrida, os dragsters são, de longe, os mais potentes. Criados para competir em provas de “quarto de milha”, ou seja, 400 metros — as famosas arrancadas –, eles contam com muitos cavalos de potência. Pensando nisso, a Ford criou um protótipo elétrico baseado no icônico Mustang, o Cobra Jet 1400. 

Com 1.400 cavalos de potência, o modelo foi desenvolvido pela divisão Performance da Ford para “destruir” nas “quarto de milha” e sem gastar uma mísera gota de combustível. Mas por outro lado, não emite nenhum ruído, bastante característico em dragsters. 

Alimentado por bateria, o Mustang Cobra Jet 1400 foi projetado para corridas de arrancada e, segundo a marca, faz os 400 metros na faixa dos oito segundos, com velocidade de mais de 270km/h.

“A propulsão elétrica nos dá um tipo de desempenho totalmente novo e o Cobra Jet 1400 é um exemplo de como levar essa nova tecnologia ao limite. Estamos empolgados em mostrar o que é possível fazer neste ano em que também temos o Mustang Mach-E elétrico se juntando à família Mustang”, aponta Dave Pericak, diretor global da Ford Icons.

O dragster elétrico tem impressionantes 1.400 cavalos.

O Mustang Cobra Jet 1400 também homenageia o Cobra Jet original, que dominou as provas de arrancada no final da década de 1960 e até hoje é uma força importante no esporte. Segundo a marca, o dragster elétrico deve estrear ainda este ano em uma prova de arrancada onde deve mostrar o que é capaz de fazer no asfalto.

“Vimos o projeto do Cobra Jet 1400 como uma oportunidade de começar a desenvolver motores elétricos para carros de corrida, nos quais temos muita experiência, então tínhamos referências de desempenho que queríamos igualar e superar. Foi um projeto fantástico de se trabalhar e esperamos que seja o primeiro de muitos que virão na Ford Performance Motorsports”, afirma Mark Rushbrook, diretor global da Ford Performance Motorsports.

O modelo deve estrear nas pistas ainda este ano.