Mais Lidas

Melhorando

Em maio, mais de 100 mil motocicletas foram produzidas em Manaus

No acumulado do ano, o setor registra alta de 47,5% com a fabricação de 463 mil unidades

acessibilidade:
Em maio, mais de 100 mil motocicletas foram produzidas em Manaus. Foto: BMW.

As fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram 103.792 unidades em maio, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). 

Segundo levantamento da associação, o volume é 15,1% menor que o registrado em abril (122.220). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando as fábricas do PIM produziram 14.809 unidades, houve alta de 600,9%. No período, a capital amazonense foi fortemente impactada pela primeira onda do novo coronavírus e as fábricas estavam retomando as atividades.

O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, afirma que o setor mantém sinais de recuperação. No acumulado de janeiro a maio, a produção de motocicletas totalizou 463.413 unidades, volume similar ao registrado em 2019, período pré-pandemia, quando foram fabricadas 468.984 motocicletas. 

“No momento, as fábricas mostram uma curva de recuperação. No entanto, estamos apreensivos em relação ao ritmo do avanço da pandemia nos próximos meses. É preciso acelerar o programa de vacinação para trazer tranquilidade na gestão das nossas fábricas”.

Em relação à distribuição, o executivo afirma que as fabricantes estão regularizando a entrega de motocicletas gradualmente para as concessionárias. “O estoque ainda é baixo e acreditamos que, em poucos meses, conseguiremos normalizar a situação e acabar com a fila”, aponta.

Diante desse cenário, a entidade acredita que o mercado deve continuar aquecido nos próximos meses. A projeção da associação para este ano é produzir 1.060.000 motocicletas, o que representará uma alta de 10,2% na comparação com 2020.

As exportações também seguem em ritmo acelerado. Em maio, 4.410 motocicletas deixaram o país em direção a outros mercados. Alta de 3,1% (4.276) em relação a abril e 1.768,6% maior que o mesmo mês do ano passado (236 unidades).

De janeiro a maio, as exportações totalizaram 21.851 unidades, o que corresponde a uma alta de 191,9% em relação ao mesmo período de 2020 (7.487 motocicletas). Mais uma vez, o principal destino foi a Colômbia (1.364 unidades), seguida da Argentina (1.358) e pela Austrália (952).