Gangorra

Com dias úteis a menos, produção de veículos fecha abril no vermelho

Apesar do volume do último mês ter sido menor que em março, o acumulado do ano ainda apresenta números positivos

acessibilidade:
Linha de produção da planta de Gravataí/RS da GM.
Com dias úteis a menos, produção de veículos fecha abril no vermelho. Foto: GM.

Assim como nas vendas, a produção de veículos no Brasil em abril ficou prejudicada pelo grande número de dias úteis a menos, além de diversas paralisações de fábricas pelo país, em relação a março, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). 

Em abril, as plantas instaladas no Brasil produziram 178.853 veículos, uma queda de 19,4% em relação a março (221.835) e de 3,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado (186.037). No primeiro quadrimestre, foram 714.872 unidades produzidas, alta de 4,8% que os quatro primeiros meses de 2022 (682.175).

Para os veículos leves, foram produzidas 169.970 unidades em abril, queda de 18,1% comparado com março (207.552) e de 2,5% com o mesmo período de 2022 (174.340). No acumulado, os números estão positivos, com alta de 7,5% (677.477 contra 630.393).

Caminhões e Ônibus apresentam resultados muito negativos. Em abril, foram produzidas 8.883 unidades, queda impressionante de 37,8% em relação a março (14.283) e de 24,05% na comparação com o mesmo mês de 2022 (11.697). No acumulado, a redução é de significativos 27,78% (37.395 contra 51.782).

Abril também não foi um mês bom para as exportações. Ao todo, 34.007 unidades foram enviadas para outros mercados, uma redução de 23,9% comparado com março (44.663) e de 24,1% em relação ao mesmo período do ano passado (44.821). No primeiro quadrimestre, 146.253 veículos foram exportados, queda de 4,3% (152.876).

Reportar Erro