Mais Lidas

Governo Bolsonaro

Bolsonaro define presidente do Banco Central e o secretário do Tesouro Nacional

Roberto Campos Neto vai para o BC e Mansueto fica no Tesouro

acessibilidade:
Em discurso breve, a candidata da Rede também reclamou do pouco tempo de TV que dispõem Foto: Facebook

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou agora há poucos mais dois integrantes do seu governo, indicados pelo futuro ministro Paulo Guedes (Fazenda). O economista Roberto Campos Neto, 49, foi convidado para a presidência do Banco Central, em substituição a Ilan Godfajein, que atualmente ocupa o cargo.

Campos Neto é “um homem do mercado”, tem formação em economia nos Estados Unidos e atualmente responde pela Tesouraria do Banco Santander no Brasil.

Outro escolhido foi Mansueto Almeida, convidado a permanecer na chefia da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), para onde foi nomeado pelo presidente Michel Temer.

Com 49 anos de idade, Campos Neto é formado em Economia pela Universidade da Califórnia, com especialização focada em Finanças, pela mesma universidade. Ele trabalhou no banco Bozano Simonsen de 1996 a 1999 e, desde 2000, trabalha no Santander onde atualmente é responsável pela área de Proprietária de Tesouraria e Formador de Mercado Regional & Internacional.

Mansueto vai continuar a tomar cota da chave do Tesouro Nacional.