Cláudio Humberto

Serve para 2022

acessibilidade:

Porém, “não há como configurar crime eleitoral para as eleições gerais”, para presidente, em 2022, ressalta a advogada eleitoral Leila Ornelas.

Reportar Erro