Cláudio Humberto

Militância esvaziada

acessibilidade:

O criminalista Kakay, tão admirado, frustrou estudantes numa aula de Direito Penal no Uniceub, em Brasília. Insultou os eleitores de Jair Bolsonaro de “57 milhões de fascistas” e chamou de “ministrinho” a Sergio Moro, que no mesmo local, meses antes, atraiu o triplo da audiência estudantil.

Reportar Erro