Cláudio Humberto

Aumento do prefeito de SP anula repasse do FPM

acessibilidade:

O reajuste do salário do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), de R$24,1 mil para R$35,4 mil provocará o “efeito cascata” que custará R$500 milhões, praticamente anulando eventual aumento de 1% no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O salário do prefeito é o teto do funcionalismo público municipal e, segundo o vereador José Police Neto (PSD), há 1.873 servidores da Câmara e do Tribunal de Contas do Município (TCM) que vão surfar na onda.

Reportar Erro