Mais Lidas

Ex-super amigo

Witzel tentou de tudo para manter ‘canalha vagabundo’ em seu governo

Edmar Santos foi nomeado para outra Secretaria no mesmo dia da sua demitido da Saúde por corrupção

acessibilidade:
Wilson Witzel ao lado do ex-secretário e delator Edmar Santos, a quem se refere agora como "canalha" e "vagabundo".

Wilson Witzel chamou de “canalha” e “vagabundo” o ex-secretário de Saúde Edmar Santos, que virou delator e peça chave no afastamento do governador pelo STJ. Mas o governador afastado do Rio de Janeiro lutou para mantê-lo no governo. Assim que exonerou Santos por corrupção na Saúde, Witzel o nomeou na Secretaria de Acompanhamento da Covid-19, mas a nomeação foi suspensa pela justiça fluminense. Sem o cargo, Santos optou pela delação premiada e entregou o esquema. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Alvo de denúncias de fraude na compra de respiradores, Santos foi exonerado e nomeado de novo na mesma edição do Diário Oficial.

Ao suspender a nova nomeação, a juíza Regina Chuquer disse que a “discricionariedade não é um cheque em branco” para o governador.

Para investigadores, o esforço para manter Santos em altos cargos de confiança e agora chamá-lo de “vagabundo” reforça as suspeitas.