Mais Lidas

Caos aéreo

Marta Suplicy provoca ‘turbulência’ em voo de São Paulo para Paris

Passageiros reclamaram que ela e o marido não passaram pela revista de bagagem de mão, nos raios X

acessibilidade:
Passageiros reclamaram que ela e o marido não passaram pela revista de bagagem de mão, nos raios X. Foto: Facebook

Não foi tranquilo o início do voo 455 da Air France, que decolou de São Paulo. A turbulência foi protagonizada pela ex-senadora e ex-ministra Marta Suplicy, que estava a caminho da China, com escala em Paris.

Ao embarcar, ela e o marido não teriam passado pela revista de bagagem de mão, nos raios X.

Passageiros já embarcados reclamaram, segundo relataram depois. Mas foi o comandante que colocou ordem a bordo. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Passageiros relatam que o comandante informou que o avião não decolaria enquanto as malas de mão não fossem submetidas ao raio-x.

Marta ocupava poltrona na primeira classe e o marido na executiva. Mas ambos obedeceram ao comandante, sem reclamar.

A coluna tentou, sem êxito, fazer contato com o casal, a fim de que apresentassem sua versão dos fatos relatados por passageiros.