Poder sem Pudor

19/02/2019

Porcos poderes

Porcos poderes

A reação do irmão deputado de José Genoino, cujo assessor foi preso com dinheiro até na cueca, fez os antipetistas lembrarem no Congresso, na ocasião, uma história contada no interior de Minas sobre o caso do ladrão misterioso de porcos numa cidade. Certa vez, pela madrugada, um delegado flagrou o larápio carregando um enorme porco nas costas. Gritou: – Então é você?! O cara de pau jogou o porco no chão e gritou: – Meu Deus, quem colocou este bicho em cima de mim?
18/02/2019

Cai fora, deputado

Cai fora, deputado

O jurista Paulo Brossard era deputado estadual, no Rio Grande do Sul, e discursava sobre a crise política da época e fingia não ouvir os insistentes pedidos de aparte de um adversário, Porcínio Pinto (PTB): – Como é, vossa excelência vai ou não me dar uma palavrinha? Brossard parou de repente e respondeu com calma e firmeza: – Por favor, retire-se do meu discurso!
17/02/2019

As podas do general

As podas do general

Às vésperas do golpe militar de 1964, José Aparecido de Oliveira era secretário do governador de Minas, Magalhães Pinto, e vizinho de um general Guedes, em Belo Horizonte. O militar tinha o hábito de podar, ele mesmo, as roseiras que separavam as casas só para bisbilhotar o vizinho, seus encontros e telefonemas. Após o golpe, ele tentou prender e cassar Aparecido, que foi salvo pelo chefe. Guedes foi à forra: usando a mesma tesoura de podar as roseiras, ele – literalmente – cortou a linha telefônica tão apreciada pelo secretário do governador.
16/02/2019

Tomando a temperatura

Tomando a temperatura

Interventor em Minas, Benedito Valadares tinha o hábito de reunir comitivas enormes, incluindo belas moças, em viagens de lazer a Araxá. Os rapazes da cidade adoravam essas visitas, entre eles Tatão Inglês, que vestia terno de linho branco e gravata vermelha – o que lhe rendeu o apelido “Termômetro”. Certa vez, em uma dessas viagens, a “rainha da caravana” sumiu. Logo o deputado José Maria Alkimin deu a explicação a Valadares: – Ela foi tomar a temperatura… Como ninguém entendeu, Alkimin explicou a piada: – …escapou com o “Termômetro”.