Mais de 110 presos

Exteriores

Mais de cem manifestantes já foram detidos no ato deste sábado, 20
20/04/2019

‘Coletes amarelos’ fazem o 23º protesto seguido na França

Mais de 110 presos

‘Coletes amarelos’ fazem o 23º protesto seguido na França

Mais de cem manifestantes já foram detidos no ato deste sábado, 20

Os “coletes amarelos” fizeram o 23º protesto seguido neste sábado, 20, na França. Dezenas de encapuzados jogaram pedras em direção às forças de segurança e queimaram latas de lixo e scooters. A polícia respondeu com gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral. Uma parte da tropa também marchou em direção a multidão para encaminhá-la para a Place de la Republique, local em que o protesto era autorizado. As autoridades francesas ordenaram um grande destacamento policial, especialmente em Paris. Foram realizadas mais de 110 prisões e 11 mil revistas preventivas. O movimento que surgiu em meados de novembro de 2018. Hoje, os manifestantes pretendiam se reunir nas proximidades da catedral de Notre-Dame, que foi atingida por um incêndio nesta segunda (15), mas foram proibidos. O acesso também foi negado a locais emblemáticos como os Campos Elísios e, fora de Paris, o centro de Lyon e a praça do Capitólio em Toulouse. O presidente francês, Emmanuel Macron, tinha programado um discurso em que iria tratar de reformas sociais para aplacar os protestos, mas o anúncio foi cancelado depois do incêndio de Notre-Dame. A imprensa francesa aponta que a circulação de metrô está interrompida em pelo menos seis estações. Várias ruas do centro de Paris também estão com tráfego condicionado.(FolhaPress e Agência Brasil)
19/04/2019

Joe Biden anuncia pré-candidatura às eleições presidenciais nos EUA, na quarta

Rumo à Casa Branca

Joe Biden anuncia pré-candidatura às eleições presidenciais nos EUA, na quarta

Imprensa americana diz que decisão de ex-vice-presidente já foi tomada

De acordo com a imprensa dos EUA, o ex-vice presidente Joe Biden, 76, vai anunciar a sua candidatura para as primárias do Partido Democrata na próxima quarta-feira (24) para concorrer a Presidência. A NBC News e outros veículos da imprensa indicaram que a decisão de Biden já estava tomada, já que em 2016, desistiu de concorrer devido a morte de seu filho Beau, por câncer. Biden vai concorrer com vários membros da ala mais à esquerda para tentar ser escolhido pelo partido para concorrer a Casa Branca contra Donald Trump. Joe Biden foi vice no governo de Barack Obama e é considerado um político veterano e experiente. (Folhapress)
19/04/2019

Itamaraty questiona movimento da Amazon para obter domínio na web

Capital x cultura

Itamaraty questiona movimento da Amazon para obter domínio na web

Ministério reforça preocupação de países da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica

O Itamaraty divulgou nota nesta sexta-feira (18) na qual questionou movimento da empresa de comércio eletrônico Amazon, dos Estados Unidos, para obter um domínio de primeiro nível “.amazon” (a exemplo dos “.com”, “.org” e outros), e Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) expõe preocupações. A companhia entrou com pedido para ter o controle do domínio junto à Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Icann, na sigla em inglês), ente responsável pela definição de designação dessas denominações. Na nota, o Ministério das Relações Exteriores argumenta que a medida da empresa “não atende preocupações importantes dos países da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA).” O órgão informa que há uma tentativa de países da organização para chegar a uma solução consensual que passe por uma administração partilhada do domínio. Esse modelo de gestão incluiria um comitê gestor entre os países da OTCA e a Amazon para compartilhar responsabilidades na administração do domínio de primeiro nível e a garantia da delegação de domínios de segundo nível a países que sejam importantes para a proteção do patrimônio natural e cultural dos países. No modelo afirmado no comunicado do Itamaraty, seriam garantidos também a não adoção pela Amazon de nomes que possam gerar confusão com questões próprias da região, a obrigação de acordo entre os países da OTCA e a firma para qualquer alteração na administração do domínio de primeiro nível. O esforço de construção de um acordo já vem ocorrendo. A própria corporação (ICANN) teria recomendado que a polêmica fosse resolvida de forma consensual. No comunicado, o governo brasileiro expressa sua preocupação para que o ente considere a posição das nações da OTCA no encaminhamento do tema. “Qualquer decisão que a ICANN venha a tomar deveria levar em conta a sensibilidade política envolvida na atribuição exclusivamente a interesses privados de um nome de domínio indissociavelmente relacionado à identidade de milhões de pessoas. Deveria, também, considerar plenamente o interesse público dos países amazônicos, bem como a necessidade de preservar a governança verdadeiramente multissetorial da internet e reforçar a legitimidade dos mecanismos de gestão de recursos globais da rede”, defende a nota. (Agência Brasil)
19/04/2019

Povo francês se une para reconstrução da Catedral de Notre-Dame

Tesouro Nacional

Povo francês se une para reconstrução da Catedral de Notre-Dame

Cerca de mil pessoas se reuniram em uma praça em frente à prefeitura de Paris

Em Paris, franceses se reuniram nessa quinta-feira (18) para manifestar solidariedade à reconstrução da Catedral de Notre-Dame, atingida por um incêndio nesta semana. Cerca de mil pessoas participaram do encontro, em uma praça em frente à prefeitura, a algumas centenas de metros da catedral. A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, disse que o horrível acontecimento fez as pessoas se lembrarem da catedral como um tesouro nacional. Acrescentou que está atenta quanto à intenção do povo, que está se unindo para a reconstrução da catedral. Pessoal e equipamentos do Corpo de Bombeiros permanecem de prontidão nas proximidades da catedral, mesmo depois de três dias do incêndio, que começou na segunda-feira (15) e destruiu o pináculo e a maior parte do teto da catedral. Trabalhos de reparos estão em andamento nas paredes frágeis, próximas do teto rompido da estrutura. Na terça-feira (9), o presidente francês, Emmanuel Macron, prometeu reconstruir a catedral dentro de cinco anos. O processo vai incluir a realização de uma concorrência internacional para a apresentação de ideias sobre a construção de um novo pináculo. Uma participante da cerimônia disse que concorda com o plano de cinco anos para a reconstrução e que deseja que a catedral seja restaurada no seu desenho original, se possível. Outro participante afirmou que não acredita na reconstrução em cinco anos por causa da gravidade dos danos. (Agência Brasil com informações da NHK, emissora pública de televisão do Japão)