15 dias de molho

TST suspende plano de demissão voluntária da Eletrobras

Decisão atende reivindicação de centrais sindicais

acessibilidade:
TST suspende por 15 dias plano de demissão voluntária da Eletrobras Foto Warley Andrade /TV Brasil

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) atendeu pedido de centrais sindicais e suspendeu o plano de demissão voluntária de empregados da Eletrobras. A decisão é assinada pelo ministro Alexandre Agra Belmonte.

Sindicalistas reclamam de suposta discrepância no plano de demissão, que ofereceria condições “infinitamente melhores” para membros da diretoria da empresa.

A decisão do ministro suspende as demissões por 15 dias. Neste período, está proibida novas adesões e a continuidade das demissões já em andamento.

A Eletrobras disse que vai cumprir a medida. As rescisões de contratos de trabalho realizadas em 31 de agosto que não haviam sido homologadas devem ser suspensas. Os empregados destes processos serão comunicados para retornarem ao trabalho.

 

Reportar Erro