Atos Antidemocráticos

Senadores conseguem assinaturas para criar CPI

Comissão precisa ser autorizada por Rodrigo Pacheco

acessibilidade:
Palácio do Planalto foi alvo de vândalos no último domingo (08) (Ft Marcelo Camargo-ABr)

Senadores conseguiram reunir o número necessário para criar a CPI dos Atos Antidemocráticos. Até o momento, 31 parlamentares assinaram o pedido para criação da comissão.

A instalação da CPI precisa de autorização do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Assinam o documento os senadores:

  1. Soraya Thronicke (União-MS)
  2. Giordano (MDB-SP)
  3. Telmário Mota (Pros-RR)
  4. Eliziane Gama (Cidadania-MA)
  5. Davi Alcolumbre (União-AP)
  6. Paulo Paim (PT-RS)
  7. Alessandro Vieira (PSDB-SE)
  8. Humberto Costa (PT-PE)
  9. José Serra (PSDB-SP)
  10. Marcos do Val (Podemos-ES)
  11. Leila Barros (PDT-DF)
  12. Fabiano Contarato (PT-ES)
  13. Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)
  14. Tasso Jereissati (PSDB-CE)
  15. Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
  16. Jean Paul Prates (PT-RN)
  17. Flávio Arns (Podemos-PR)
  18. Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)
  19. Margareth Buzetti (PSD-MT)
  20. Kátia Abreu (PP-TO)
  21. Weverton (PDT-MA)
  22. Jorge Kajuru (Podemos-GO)
  23. Mara Gabrilli (PSDB-SP)
  24. Jaques Wagner (PT-BA)
  25. Angelo Coronel (PSD-BA)
  26. Nilda Gondim (MDB-PB)
  27. Styvenson Valentim (Podemos-RN)
  28. Rogério Carvalho (PT-SE)
  29. Irajá (PSD-TO)
  30. Otto Alencar (PSD-BA)
  31. Eduardo Braga (MDB-AM)