Maria do Rosário

Petista diz que veto ao fim das saidinhas ‘é equivoco’

Deputada contrariou o PT e votou pela derrubada do veto de Lula

acessibilidade:
Deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). (Foto: Reprodução/Acervo Pessoal/Instagram).

Pré-candidata do PT à Prefeitura de Porto Alegre (RS), a deputada federal Maria do Rosário foi a única petista na Câmara que contrariou o governo e votou pela derrubada do veto de Lula ao fim das saidinhas de criminosos em regime semiaberto.

A posição da Maria do Rosário chamou atenção e a deputada, geralmente alinhada às pautas da esquerda como o desencarceramento, se justificou e classificou o veto de Lula como “um equívoco”.

“Foi um equívoco o veto. Temos que debater de forma mais complexa temas como esse. Meu voto para derrubar o veto só serviria para ataques rasteiros”, disse a parlamentar ao jornal O Globo.

O voto de Maria de Rosário engrossou a derrota que o Planalto sofreu na sessão do Congresso Nacional da última semana. O veto de Lula às saidinhas caiu com 314 votos na Câmara dos Deputados e outros 52 no Senado.