Cláudio Humberto

Multas eleitorais rendem R$ 70 milhões aos partidos políticos

Valores pagos pelas siglas acabam retornando aos partidos

acessibilidade:
O novo presidente vai comandar as eleições municipais deste ano. (Foto: LR Moreira/Secom/TSE).

As multas aplicadas a partidos políticos e candidatos pela Justiça Eleitoral, como campanha antecipada ou até mesmo supostas “fake news”, renderam R$70 milhões aos próprios partidos, somente até outubro/2022. Funciona assim: a Justiça cobra dos partidos por infrações cometidas no âmbito eleitoral, depois essas verbas são destinadas ao Fundão Partidário e são redistribuídas aos próprios infratores, na mesma proporção do fundão de dinheiro público que banca os políticos no Brasil. As informações são do colunista do Diário do Poder, Cláudio Humberto.

Partido Forbes

O maior beneficiado por multas eleitorais este ano é o União Brasil: R$11,5 milhões. E levou R$1 bilhão dos fundões partidário e eleitoral.

Sempre eles

O PT foi o segundo maior beneficiado pelas multas eleitorais, em 2022: R$7,3 milhões; PSDB levou R$4,2 milhões e MDB, R$4 milhões.

Tem mais

Os valores distribuídos ainda não incluem a multa extravagante de quase R$23 milhões contra o PL, tampouco aquelas ainda sub judice.