Rombo de R$ 20 bilhões

Deputado quer CPI para investigar possível fraude bilionária das Americanas

Balanço contábil da companhia aponta "inconsistência" de R$ 20 bilhões

acessibilidade:
Deputado André Fufuca (PP-MA). Foto: Agência Câmara
Ministro dos Esportes, André Fufuca (PP-MA). (Foto: Agência Câmara).

O rombo bilionário nas contas das Lojas Americanas, revelado na última semana e que pode alcançar os R$ 40 bilhões, deve ser alvo de investigação na Câmara dos Deputados. O deputado federal André Fufuca (PP-MA) coleta assinaturas para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possível fraude no mercado de ações.

O parlamentar fala em “investigar inconsistências” que foram detectadas nos lançamentos contábeis da empresa. O requerimento ainda está em fase de coleta de assinaturas para, havendo o número mínimo de apoio, ser instalada a CPI. O documento precisa de pelo menos 171 assinaturas.

Na última quarta-feira (11), a Americanas divulgou informe apontando “inconsistência” da ordem de R$ 20 bilhões. O anúncio terminou na demissão do CEO da companhia, Sergio Rial, e de Andre Covre, diretor de Relações com Investidores.  A empresa também fez um pedido de recuperação judicial. A situação das Lojas Americanas mexe com o mercado financeiro, Bradesco, Santander e Itaú são os maiores credores da companhia.

Pequenos investidores também devem sofrer algum prejuízo com o escândalo. Instituições financeiras, como o Nubank, têm reserva financeira aplicada em debêntures da Lojas Americanas, tido, até então, como investimento de baixo risco.