Coronel Naime

Coronel preso pelo 8 de janeiro passa mal e é levado para hospital

Esposa de Naime diz que o militar foi diagnosticado com tromboflebite aguda na veia cefálica

acessibilidade:
O coronel Jorge Naime, ex-comandante da PM-DF. (Foto: Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O ex-comandante da Polícia Militar do Distrito Federal coronel Jorge Eduardo Naime passou mal na noite desta segunda-feira (04) e foi levado a um hospital. De acordo com a esposa do militar, Naime sentiu forte dores no peito e precisou de atendimento médico. O ex-comandante da PMDF já retornou para Academia Policial, onde cumpre pena.

Em publicação em rede social, a Mariana Adôrno Naime, casada com Naime, afirmou que, na última sexta-feira, o militar foi diagnosticado com tromboflebite aguda na veia cefálica. Ela usou o instagram, veja abaixo, para pedir socorro.

Naime foi preso após os atos de vandalismo que ocorreram em Brasília no início do ano. A Procuradoria-Geral da República acusa o coronel por omissão. A defesa rebate e afirma que, em 8 de janeiro, data da quebradeira, Naime estava de licença e que não tinha conhecimento sobre o planejamento dos atos.

Reportar Erro