Israel x Hamas

Brasil aparece em mapa do lado errado, após ataque terrorista

No BRICS, apenas a Índia condenou claramente o Hamas

acessibilidade:
Em azul, países que claramente se posicionaram favorável; em vermelho, países que se manifestaram favoráveis ao Hamas; em amarelo, países em situação de neutralidade (Foto: gráfico/Le Grand Continent)

A publicação francesa Le Grand Continent fez um levantamento sobre o posicionamento dos países sobre o ataque terrorista sofrido por Israel neste fim de semana.

A revista analisou as notas oficiais divulgadas por cada nação. A predominância foi de apoio a Israel, seguido por notas neutras sobre desescalada (o que inclui o Brasil). O terceiro maior apoio foi ao Hamas e, por fim, países que não se manifestaram.

No grupo dos BRICS, apenas a Índia condenou claramente o Hamas.

Na América do Sul, Apenas a Venezuela apoiou o grupo que promoveu o ataque terrorista. Equador, Peru, Argentina, Paraguai, Uruguai e Guiana Francesa manifestaram apoio à Israel. Brasil, Bolívia, Chile e Colômbia mantiveram a neutralidade.