Projeto da Censura

Alexandre de Moraes manda PF ouvir presidentes de big techs

Ministro também proibiu impulsionamento do termo "PL da Censura"

acessibilidade:
Moraes manda PF ouvir presidentes de big techs Foto: Alejandro Zambrana/ TSE

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes,  determinou que a Polícia Federal ouça os presidentes das empresas Google, Meta, Spotify, chamadas de ‘big techs’ e do Brasil Paralelo. Os depoimentos devem ocorrer no prazo de cinco dias.

Na decisão, o ministro também proibiu o impulsionamento de textos que se referem ao PL 2630/20 como “PL da Censura” e do texto “COMO O PL 2630 PODE PIORAR A SUA INTERNET” e “O PL 2630 PODE IMPACTAR A INTERNET QUE VOCE CONHECE”. Moraes estabelece multa de R$150 mil por hora em caso de descumprimento da decisão.

Moraes ainda determinou que o Google e a Meta, empresa responsável pelo Facebook, apresentem os algorítimos de impulsionamento e induzimento à busca sobre “PL da Censura”.

Reportar Erro