Mais Lidas

Lucro e maus tratos

Vereadora quer proibir venda de animais vivos em mercados públicos do Recife

Goretti Queiroz quer fim das condições insalubres e do desprezo ao bem estar dos animais

acessibilidade:

Um projeto de lei da vereadora Goretti Queiroz (PSC) quer proibir a venda de aves e animais domésticos vivos em mercados e outros equipamentos públicos do Recife (PE). A proposta que tramita na Câmara já recebeu parecer de aprovação da Comissão de Saúde e pode ser colocada em pauta no segundo semestre deste ano.

“Esta é uma oportunidade da população refletir sobre as condições insalubres, em que são submetidos os animais expostos e colocados à venda em espaços que só visam o lucro e não se preocupam com o bem estar do animal. Como produto, eles se tornam simples objetos, confinados em gaiolas minúsculas, sem controle de quantidade, além de não poderem exercer sua natureza biológica, em evidente situações de maus tratos”, afirmou a autora.

Ela destaca que esta é também uma questão de saúde pública. “Os mercados públicos do Recife são espaços turísticos, onde o estímulo a visitação e, principalmente, à famosa gastronomia, não condiz como ambiente insalubre comum as áreas com muitos animais e acúmulo de fezes, urina, pena de aves”.

Os estabelecimentos que insistirem na comercialização dos animais serão punidos com advertência, multa e apreensão dos animais. “É de fundamental importância a aprovação desse Projeto por propor o incentivo, via reversão de multa a instituições de proteção e cuidados dos animais situados no Recife e um modo de estimular a adoção, ao invés do comércio dos animais como se fossem meras mercadorias”. (Com informações da Câmara Municipal do Recife)

Reportar Erro