Mais Lidas

Sem censura

Vereador mais votado em Maceió é produtor de pornô amador

Lobão teve 24.969 votos com ativismo, rock e erotismo em Maceió

acessibilidade:

A honestidade de admitir para o eleitor que ainda não tem nenhum projeto de lei, confrontada com o reconhecimento de realizações e propostas voltadas para a organização do Centro e de feiras livres de Maceió, rendeu a Anivaldo Luiz da Silva, o Lobão (PR), o posto de vereador mais votado da capital alagoana, com quase 25 mil votos dos maceioenses.

Produtor de filme pornô amador e cantor da banda de rock Cheiro de Calcinha, Lobão fez uma campanha irreverente e voltada ao corpo a corpo com eleitores da capital alagoana, no sentido estritamente eleitoral.

Com votação de 24.969 eleitores, Lobão obteve 6% dos votos da disputa com mais de 200 candidatos para as 21 vagas de vereadores. E ainda garantiu a reeleição da experiente vereadora Fátima Santiago (PP).

Seu desempenho supera o da vereadora Heloísa Helena, mais votada em 2012, com 19.216 votos. Mas ainda perde para o recorde da ex-senadora em 2008, quando obteve a marca histórica de 29.516 votos. Ela não disputou eleição este ano.

Muito respeitoso e simples no trato com os eleitores, Lobão compõe músicas irreverentes no gênero que classifica como brega-rock para a Cheiro de Calcinha. A logomarca da banda estampa muitas de suas camisas e já faz parte da paisagem da conhecida Rua das Árvores, há alguns anos. Na calçada, o vereador eleito costumava encostar uma motocicleta cinquentinha, uma bicicleta ou um tabuleiro onde vende seus DVDs para o público adulto.

Veja a irreverência de Lobão ao apresentar ao eleitor uma de suas realizações:

Origens e convicções

Além da atuação cinematográfica e das tomadas de imagens aéreas feitas com drones, sua propaganda eleitoral chamou a atenção nas redes sociais pela presença do deputado federal Tiririca (PR-SP), igualmente fenômeno de votos.

Lobão viveu em uma das localidades mais pobres de Alagoas, a Vila Brejal. E parece não lhe caber o rótulo de oportunista, nem a atribuição do fenômeno em que se transformou estritamente aos votos de protesto do eleitorado. Seus méritos são visíveis no histórico de ativismo político em favor de camelôs e frequentadores do Centro de Maceió, buscando soluções simples junto às autoridades para problemas simples de urbanização.

“A gente sabe o quanto que é nocivo para uma comunidade um político que compra voto e não tem compromisso. Quem é filho da Vila Brejal tem o entendimento e a consciência de que esse tipo de política atrasada provoca violência e atrasa um país tão rico como o nosso, por causa de gente que trabalha com picaretagem. A gente vai fazer nosso trabalho focado em defender boas ideias e seguir realizando. É triste a realidade de que políticos e fraldas devem ser trocadas pelo mesmo motivo”, parafraseou Lobão, em sua primeira entrevista após eleito, na noite deste domingo (2), à Rádio Gazeta AM.

A atuação do Lobão em campanha se confunde com sua rotina no Centro. Assista:

Trajetória

Lobão já foi proibido de usar o apelido pelo roqueiro carioca que foi sucesso nos anos 80. O maceioense ingressou na política em 2004, ao se filiar ao PSB. Mas somente se candidatou em 2010, a uma vaga de deputado federal e obteve 2.115 votos. Em 2012, obteve 3.759 votos para vereador. E, em 2014, seu desempenho surpreendeu o Estado, ao obter 14.002 votos para deputado estadual.

“A possibilidade de mandato vem da eleição de 2012. Vi que já tinha condições. Só faltava eu ter a oportunidade de provar à população que eu tinha condições de realizar projetos. Obtive realizações para o coletivo e o que tiver ao meu alcance farei por coisas legais para o meu município”, prometeu.

Há cerca de dois anos começou a circular pelo Sudeste, para divulgar suas composições maliciosas para a banda, a exemplo de “Você tá boa”, e filmes como “Penetrando no centro de Maceió” ou ainda o gênero gay “Senhor do Anéis”. 

Na plateia de programas como Altas Horas fez aparições marcantes. Foi entrevistado por Danilo Gentili no The Noite e se apresentou em alguns programas especializados em música. O som pode ser conferido no canal do Youtube "Lobo Cheiro de Calcinha Rock".

Prestando contas

O candidato recebeu R$ 19,7 mil em doações para a campanha, sendo R$ 15 mil da Direção Nacional do PR, R$ 2,9 mil do prefeito Rui Palmeira (PSDB) e mais duas doações de R$ 880 reais. E registrou gasto total de R$ 9,9 mil. 

Lobão declarou à Justiça Eleitoral possuir uma casa de R$ 8 mil no bairro do Bom Parto. 

Ao ser questionado sobre algum projeto de lei prioritário, Lobão fez questão de admitir que tem “perfil de atuação executivo”, a exemplo de pleitos apresentados desde 2008, defendendo organização de feiras, reforma ou reconstrução do Mercado da Produção, e um banheiro público estruturado para o Centro. E admite: “No momento, não tenho nenhum projeto de lei. Isso aí, no decorrer da caminhada, a gente vai apresentar”, ao lembrar que conseguiu abrir um modesto banheiro público na Praça dos Palmares.

Que Lobão desenvolva sua militância com a mesma decência que transparece em sua trajetória. Para que não precise ser tratado como as fraldas do ditado popular lembrado por ele mesmo.