Mais Lidas

Operação Drácon

Valério Neves presta depoimento à Polícia Civil

Ele é quem explica para a distrital a mudança no “projeto”

acessibilidade:

Na tarde desta terça-feira (23) Valério Neves Campos, o ex-secretário-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) prestou depoimento à Polícia Civil. Ele também é um dos alvos da Operação Drácon.

Neves é braço direito de Celina Leão (PPS), a presidente afastada da Casa. Ele aparece nos áudios gravados pela distrital Jaqueline Roriz (PTB), sobre o suposto esquema de propina na CLDF. Ele é quem explica para a distrital a mudança no “projeto”.

Nas gravações Neves afirma que os deputados Bispo Renato (PR) e Júlio César (PRB) tentaram um “negócio” com o presidente da Associação Brasiliense de Construtores, Afonso Assad, entretanto com a negativa do empresário de participar do esquema, o deputado Cristiano Araújo (PSD) conseguiu o “negócio” das UTIs.

Valério foi exonerado do cargo em abril, quando foi preso pela Polícia Federal na  28ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Vitória de Pirro.