Mais Lidas

Paradas no aeroporto

Vacinas da Janssen doadas pelos EUA ainda não foram distribuídas

Total de 3 milhões de imunizantes doados pelos EUA ao Brasil chegou ao país na semana passada, mas ainda não foi distribuído aos estados

acessibilidade:
Chega ao aeroporto de Guarulhos lote de 3 milhões doses da vacina da Janssen contra a Covid, de aplicação única

O Governador João Doria solicitou nesta quarta-feira, 30, que o Ministério da Saúde libere, em caráter urgente e imediato, um lote de 678 mil doses de vacinas da Janssen destinadas aos 645 municípios do estado. A carga de imunizantes contra a Covid-19 chegou ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas, em voos na última sexta (25) e sábado (26).

“As vacinas chegaram ao aeroporto de Viracopos na sexta e no sábado, dias 25 e 26 de junho. Nós estamos no dia 30 e as vacinas ainda não foram distribuídas. Até dá a impressão que o Ministério da Saúde não tem pressa, mas nós temos. Os brasileiros que precisam da vacina no braço têm pressa”, declarou Doria.

As vacinas da Janssen integram uma remessa de 3 milhões de doses doadas ao Brasil pelo Governo dos EUA. Deste total, 22,6% devem ser destinados à imunização no estado de São Paulo de acordo com a proporcionalidade populacional do Brasil.

Como o fármaco da Janssen garante proteção contra o coronavírus em dose única, o impacto negativo ao PEI (Plano Estadual de Imunização) é ainda mais abrupto. A carga destinada a São Paulo e que ainda está retida pelo Ministério da Saúde seria suficiente para imunizar totalmente a população adulta de município de grande porte, como São José dos Campos.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou na noite de hoje que recebeu do Ministério da Saúde a documentação que faltava para liberar pouco mais de 2 milhões de doses da vacina da Janssen contra a covid-19, que chegaram ao Brasil dos Estados Unidos entre os últimos dias 25 e 26.

“A Anvisa recebeu no final da tarde desta quarta-feira (30) os documentos complementares relativos à carga de 2.052.350 doses da vacina da Janssen e realizou a liberação para que as mesmas possam ser distribuídas. Não há mais documentos pendentes de apresentação”, publicou o órgão, no seu site.

Após a solicitação do governo paulista, a Anvisa informou que o pedido da Saúde para liberação somente oi feinto também nesta quarta. A agência ressaltou que, durante o enfrentamento à pandemia, todos os pedidos de importação de medicamentos e vacinas “são analisados com máxima urgência e absoluta prioridade”.

Vídeos Relacionados