Operação Ripley

PF prende suspeitos de roubar dinheiro público na Bahia

Os suspeitos teriam clonado o número de telefone da secretária de saúde de Maracás se passando por ela

acessibilidade:
Dois mandados de busca e apreensão (Foto: Reprodução/PF)

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (11) a Operação Ripley no qual tinha o objetivo de cumprir dois mandados de busca e apreensão contra dois investigados pela prática de crimes relacionados ao desvio de recursos do Fundo Municipal de Saúde de Maracás (BA). 

Durante as investigações, a Polícia Federal confirmou que os suspeitos teriam clonado o número de telefone da secretária de saúde de Maracás, se passando por ela e determinando uma transferência de cerca de R$700 mil para contas de pessoas físicas, já identificadas. 

As investigações em curso visam determinar se o grupo criminoso também está envolvido em crimes semelhantes. 

Em decorrência da situação, um dos indivíduos foi encaminhado à custódia da SR/PF/SP, onde ficará à disposição da Justiça. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos na prática criminosa. 

Os suspeitos poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato, entre outros.

Reportar Erro