Vitória de Trump

Nikki Haley desiste da disputa e Trump leva a melhor

Haley discursou na cidade de Charleston, na Carolina do Sul, após uma série de derrotas nas disputas do Partido Republicano da Superterça

acessibilidade:
A ex-governadora da Carolina do Sul, Nikki Haley, anunciou formalmente nesta quarta-feira (06) que está encerrando a campanha presidencial. (Foto: Reprodução/redes sociais).

A ex-governadora da Carolina do Sul, Nikki Haley, anunciou formalmente nesta quarta-feira (06) que está encerrando a campanha presidencial. Haley discursou na cidade de Charleston, na Carolina do Sul, após uma série de derrotas nas disputas do Partido Republicano da Superterça. 

Haley disse em discurso que “não se arrepende de nada”. E ainda disse que está “muito grata pela manifestação de apoio que recebemos de todo o nosso grande país. Mas chegou a hora de suspender a minha campanha. Eu disse que queria que as vozes dos americanos fossem ouvidas. E eu fiz isso. Eu não me arrependo de nada”.

Haley alertou os americanos sobre a infinidade de problemas que o país tem pela frente, dizendo: “o mundo está em chamas”. A ex-governadora da Carolina do Sul enfatizou algumas das questões que abordou: a ameaça da dívida nacional à economia americana, a necessidade de um governo pequeno e a importância de apoiar a Ucrânia, Taiwan e Israel.

E também parabenizou o concorrente Donald Trump que, segundo Haley, será o provável candidato do Partido Republicano. “Cabe agora a Donald Trump ganhar o voto daqueles que, no nosso partido e fora dele, não o apoiaram. E espero que ele faça isso”, acrescentou ela.

Refletindo sobre a campanha, Nikki Haley observou que a sua mãe, “uma imigrante de primeira geração, conseguiu votar na sua filha para presidente”.  Em sua campanha, Haley se tornou a primeira mulher republicana a vencer duas disputas nas primárias: Vermont e Distrito de Columbia.

As vitórias impediram que Trump pudesse dizer que derrotou Haley em todos os estados, mas não foram suficientes para premiá-la com uma contagem significativa de delegados.

Já o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump comemorou o domínio das corridas republicanas e criticou o presidente Joe Biden durante comentários de vitória na noite eleitoral, sem mencionar a rival nas primárias republicanas, Nikki Haley. 

“Esta foi uma noite incrível e um dia incrível, foi um período incrível na história do nosso país”, disse Trump em sua festa noturna de observação eleitoral em seu resort Mar-a-Lago, em Palm Beach.

Trump agradeceu à sua família, aos seus gestores de campanha, Susie Wiles e Chris LaCivita, bem como à sua equipa de campanha. Ele afirmou que “temos um país muito dividido” e prometeu unificá-lo em breve.

“Temos um grande partido republicano com um talento tremendo e queremos ter unidade e vamos ter unidade e isso vai acontecer muito rapidamente”, disse Trump. O republicano afrontou Biden em seu discurso e disse que “vamos vencer esta eleição porque não temos escolha”.

Reportar Erro