Mais Lidas

Compra de votos

TRE adia mais uma vez o julgamento de Liliane Roriz

Ela é acusada de comprar votos e por falsidade ideológica

acessibilidade:

O Tribunal Regional Eleitoral (TER-DF) adiou, pela terceira vez, o julgamento da deputada distrital Liliane Roriz (PTB). A nova suspensão foi a pedido da defesa da distrital, que alega que ela já foi condenada em outro processo pelas mesmas acusações. Por isso, não poderia ser processada novamente pelo mesmo crime.

Liliane é acusada por comprar votos e por falsidade ideológica nas eleições de 2010. O julgamento, que começou no ano passado, foi suspenso após pedido de vista. Até o momento, cinco desembargadores são à favor da condenação da distrital.

O entendimento é que ela prometeu cargos no governo em troca de trabalho de cabos eleitorais. Ela também teria deixado de declarar à Justiça Eleitoral a ajuda na campanha de cerca de 20 pessoas.

A decisão dos desembargadores é pela condenação de Liliane a uma pena de 4 anos de reclusão em regime semiaberto. A pena pode ser convertida em restrição de direitos. Liliane nega as acusações.