Curitiba

Tour dos estádios mostra novidades da Arena da Baixada

acessibilidade:

O Comitê Organizador Local (COL) apresentou nesta quinta-feira (5.06) para profissionais de imprensa, em Curitiba, as novidades que os torcedores vão encontrar na Arena da Baixada, reformulada para a Copa do Mundo.

A principal mudança é no acesso do torcedor ao estádio, que acontecerá pela Praça Afonso Botelho, em frente à arena. Ali será feita a recepção, com a presença de voluntários responsáveis por indicar cada um dos acessos, inclusive para cadeirantes, gestantes e pessoas com necessidades especiais. De acordo com o COL, serão 300 profissionais trabalhando na operação. Além disso, foi destacada a proibição de entrada de torcedores portando capacetes, objetos pontiagudos, armas brancas ou de fogo, bebidas, instrumentos musicais, fogos de artifício, guarda-chuva e spray.

Inaugurado em 1999, o estádio do Atlético-PR precisou ser remodelado para receber quatro jogos da Copa do Mundo de 2014. Localizado em uma região central de Curitiba, a prefeitura da cidade, em conjunto com o COL, reforça o pedido para que os torcedores optem pelo transporte coletivo para chegar ao estádio.

Para os portadores de necessidades especiais e cadeirantes, ônibus exclusivos farão o traslado do estacionamento, na Pontifícia Universidade de Católica do Paraná (PUC-PR), ao estádio. ?Queremos que o torcedor já saia de casa com todas as informações de como chegar, horários e com que transporte. Mas estamos preparados para atender, indicar e ajudar para que cada pessoa tenha a melhor diversão possível. Por isso é importante se programar?, diz o gerente de serviços ao expectador, Marcos Sansoni.

Para evitar um fluxo maior no lado externo da arena, os portões serão abertos três horas antes de o jogo começar. ?A prefeitura vai distribuir, na entrada, o Guia do Torcedor, um roteiro para os turistas, com dicas de cultura, restaurantes e lazer. Vale destacar que o estádio está próximo de vários pontos gastronômicos e o torcedor não precisa se deslocar para longe para se divertir?, afirma o secretário municipal da Copa, Reginaldo Cordeiro, presente no tour.

O tour também mostrou como será o atendimento no Centro de Resoluções de Problemas. Um espaço físico existente antes do acesso às catracas, que será utilizado para solucionar qualquer tipo de dificuldade do torcedor no acesso aos setores do estádio. Além disso, uma simulação mostrou como será a abordagem da segurança, caso um torcedor esteja ocupando o lugar que não seja o seu no estádio. Vale destacar que os ingressos trazem a indicação de setores e assentos. Sendo assim, caso alguém não esteja sentado no local exato referente ao bilhete, ele será conduzido pela equipe de apoio para o lugar correto.

O Tour dos Estádios já passou por Manaus, Natal e Cuiabá. Nos próximos dias acontece em São Paulo (local de abertura do Mundial no dia 12) e Porto Alegre. O tour é feito nos estádios que não receberam jogos da Copa das Confederações no ano passado.

Reportar Erro