Mais Lidas

Mensalão do DEM

TJDFT condena Leonardo Prudente por improbidade administrativa

Ex-distrital se envolveu no esquema de corrupção do Mensalão do DEM

acessibilidade:

A juíza da 2ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) aceitou a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Território, e manteve a condenação do ex-deputado distrital Leonardo Prudente, pela prática de atos de improbidade administrativa. Cabe recurso a essa decisão.

Prudente foi condenado pelo  envolvimento no esquema de corrupção do Mensalão do DEM, que resultou em seu enriquecimento ilícito. O ex-parlamentar terá que devolver aos cofres públicos R$ 2 milhões, valor referente a três vezes o recebido, entre 2007 e 2009, através do esquema, perde os direitos políticos por dez anos e terá que pagar a indenização de R$ 4 milhões por danos morais.

Em 2009, Prudente era o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), e foi alvo de investigação da Polícia Federal, na Operação Caixa de Pandora, quando foi descoberto que o ex-parlamentar teria recebido mensalmente,  desde 2003, cerca de R$ 50 mil em troca de apoio para o então governador do Distrito Federal José Roberto Arruda.

Prudente foi filmado recebendo dinheiro de Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais de Arruda, e escondendo a suposta propina nas meias.

Assista o vídeo: