Plenário virtual

STF forma maioria para tornar réus mais 200 acusados pelo 8 de janeiro

Placar do julgamento está em 6 a 0 pelo recebimento das denúncias da PGR

acessibilidade:
No mesmo julgamento, Mendonça votou pelo recebimento da denúncia contra outros 50 denunciados Foto: Rosinei Coutinho/ SCO/ STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para tornar réus mais 200 denunciados pelos ataques às sedes dos Três Poderes, no dia 8 de janeiro.

O placar do julgamento está em 6 a 0, até o momentos os ministros Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso  acompanharam o voto do relator dos inquéritos sobre o caso, ministro Alexandre de Moraes.

No voto desta semana, Moraes ressaltou que os envolvidos nos atos de 8 de janeiro tentaram “destruir o regime democrático e suas instituições, pregando a violência, pleiteando a tirania, o arbítrio, a violência e a quebra dos princípios republicanos”.

A sessão teve início na terça-feira (25) e segue até a próxima terça-feira (2), pelo plenário virtual.

Ao todo, a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou 1.390 acusações contra pessoas que participaram diretamente dos atos de vandalismo ou que incitaram a violência. Até o momento, ninguém foi denunciado por financiar ou idealizar os atos de vandalismo.

Outras  250 denúncias serão julgadas na próxima semana, em sessão virtual prevista para próxima quarta-feira (3).

Na semana passada , por 8 votos a favor e 2 contra, o STF tornou réus 100 pessoas pelos atos de 8 de janeiro.

Reportar Erro