Vandalismo em Brasília

Réplica da Constituição que havia sido furtada é devolvida ao Supremo

O exemplar foi entregue pelo ministro Flávio Dino a presidente da Corte

acessibilidade:
Durante coletiva de imprensa, Dino declarou que "assim como ninguém rouba a Constituição, ninguém rouba a democracia" Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

A réplica da Constituição de 1988, que foi furtada durante a invasão da sede do Supremo Tribunal Federal (STF), no último domingo (8), foi devolvida na tarde de hoje (13).

A cópia ficava exposta na entrada do Plenário Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O exemplar foi entregue a presidente da Corte, ministra Rosa Weber pelo ministro da Justiça e Segurança Pública Flávio Dino.

A cópia da Constituição foi entregue ontem (12), em uma delegacia na cidade de Varginha, interior de Minas Gerais.

Durante depoimento à Polícia Federal, o homem afirmou que as portas do STF pareciam estar abertas, pois os manifestantes conseguiram entrar no prédio sem que nenhuma, tenha sido quebrada ou arrombada. Ele também disse que durante a invasão, viu um grupo que estava com a réplica, então ele decidiu pegar a Constituição para evitar que ela fosse rasgada. A informação é do G1.

Durante coletiva de imprensa, Dino declarou que “assim como ninguém rouba a Constituição, ninguém rouba a democracia”.

“Nós reiterarmos que extremismo só pode ser vencido, como nós desejamos, com ampla união nacional. União, portanto, que ultrapassa os Poderes, as instituições e deve aprender a sociedade, porque os terroristas se nutrem exatamente da inoculação do pânico”

A ministra do STF, Cármen Lúcia e o diretor da Polícia Federal, Andrei Passos, também participaram do encontro.