Mais Lidas

Estado x União

SP terá passaporte da vacina, diz Dória, caso Bolsonaro não o adote

Governador fixou o dia 15 como prazo final para a medida no Estado

acessibilidade:
João Doria, governador de São Paulo. Foto: Divulgação/ Governo de SP
João Doria, governador de São Paulo. Foto: Divulgação/ Governo de SP

O passaporte vacinal será obrigatório para todos os viajantes que pretenderem desembarcar em São Paulo.

Nesta quarta-feira (8),  governo estadual enviou ao governo federal um ofício pedindo a adoção imediata da cobrança de comprovação da vacina contra a Covid-19, conforme recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

No Twitter, João Doria ressaltou que a medida será implementada no estado a partir do dia 15 de dezembro.

A decisão também foi divulgada durante coletiva de imprensa, no Palácio dos Bandeirantes. O presidenciável embasou a decisão, na determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) que reconheceu a competência dos estados e municípios em tomar as medidas necessárias no combate a Covid-19.

Antevendo esse cenário, na semana passada o presidente Jair Bolsonaro disse que pretende federalizar essa questão.

Bolsonaro quer  encaminhar ao Congresso Nacional, uma medida provisória para determinar que apenas o governo federal possa decidir sobre a obrigatoriedade do passaporte vacinal.

“Por mim, a vacina é opcional. Eu poderia, como eu posso hoje em dia, partir para uma vacinação obrigatória, mas jamais faria isso porque, apesar de vocês não acreditarem, eu defendo a verdade e a democracia. Agora, não pode dar para prefeitos e governadores essa liberdade. Sei que a maioria não está adotando isso, mas tem alguns que já estão ameaçando, ameaçando demissão”, afirmou na ocasião.

Reportar Erro