Mais Lidas

Chuvas insuficientes

SP: Sistema Cantareira chega a três meses em estado de alerta

Média histórica de chuvas do mês de outubro foi superada, mas ainda é insuficiente

acessibilidade:

O sistema Cantareira, principal reservatório da Grande São Paulo, completou três meses em estado de alerta devido ao baixo nível de armazenamento de água, quando fica com menos de 40% de sua capacidade. A pouca chuva sobre o reservatório neste ano explica o baixo armazenamento – menor até do que no período pré-crise hídrica.

De acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), na quarta-feira, o volume era de 34,5%. Há um ano, marcava 46,4%. Em 2013, ano anterior à crise hídrica, o Cantareira tinha 37% de sua capacidade em 30 de outubro.

Neste ano, choveu apenas 79% do esperado sobre o sistema – foram 924,5 mm, ante 1.168,4 mm de média. Somente os meses de janeiro, agosto e outubro deste ano tiveram precipitações dentro ou acima da média histórica. O principal déficit foi em fevereiro, a maior chuva esperada no ano e que registrou menos da metade da média.

Nos últimos 13 meses, a Companhia diz ter poupado mais de 27% do que estava autorizada a retirar do sistema. Se não tivesse adotado a medida, segundo a Sabesp, o Cantareira estaria atualmente com 6% da capacidade, não com 34,6%.

Vídeos Relacionados