Recomeça vacinação

Escolas públicas do DF retomam aulas presenciais em agosto, diz secretaria

Expectativa da Pasta é que até lá, todos os profissionais da Educação tenham sido imunizados

acessibilidade:
Salas de aula vazias em razão da pandemia ou da recusa da pelegada sindical de retomar o trabalho.

A secretaria de Educação do Distrito Federal informou que pretende retornar com as aulas presenciais na rede pública de ensino, no dia 2 de agosto, logo após, o fim do recesso do meio do ano. A pasta acredita que até lá terá concluído a imunização de todos profissionais da educação.

A partir deste sábado (26), recomeça a vacinação dos educadores, primeiramente da rede pública e depois da rede privada.Na fundação educacional a imunização ocorrerá por regionais de ensino, e não mais níveis escolares, desta forma todos os professores, da educação infantil até o ensino médio, serão vacinados na mesma etapa.

Com essa remessa de doses da Jassen, serão vacinados os profissionais de nove regionais de ensino. Amanhã, todas as escolas das coordenações regionais de ensino (CRE) de Brazlândia, Guará e Recanto das Emas terão seus profissionais imunizados, assim como parte das escolas de Taguatinga.

No domingo (27), outras cinco mil doses serão aplicadas nos professores das escolas das regionais de ensino de Santa Maria e de São Sebastião serão contempladas, assim como parte do Paranoá e de Samambaia.

Na segunda-feira (28) oito mil doses para completar a  imunização dos profissionais das regionais de Taguatinga, Samambaia e Paranoá, assim como todas as unidades da regional de Planaltina.

Na terça-feira (29), um lote de oito mil doses será direcionado aos professores das escolas privadas.

Os profissionais das regionais de Ceilândia, Gama, Sobradinho, Núcleo Bandeirante e Plano Piloto, serão vacinados com a chegada de novos lotes da vacina da Janssen.

Veja a tabela:

O secretário de Educação, Leandro Cruz ressaltou que o retorno das aulas presenciais em agosto será com todos os protocolos sanitários ativados. “Haverá aferição da temperatura na entrada da escola, dispositivos para limpar as mãos com álcool gel e respeito ao distanciamento dentro das salas de aula”.

Cruz também ressaltou que as aulas serão com metade dos alunos em sala, de forma intercalada. “Dessa forma, teremos que ter metade da turma na escola e metade acompanhando de casa, intermediado por tecnologia. Na semana seguinte, quem estava em casa vai pra escola e quem estava na escola vai pro ensino remoto. Vamos alternando até que o Distrito Federal se declare livre da pandemia”.

Reportar Erro