Mais Lidas

Pandemia

Prefeitura de SP vai entregar a alunos apenas 10% dos 465 mil tablets prometidos

Escolas estão fechadas há 9 meses devido à pandemia do novo coronavírus; total de equipamentos para aulas remotas será entregue somente em fevereiro de 2021, data prevista para o retorno das aulas presenciais

acessibilidade:
Foto: Secretaria de Educação

Nove meses pós o fechamento das escolas por conta da pandemia de coronavírus, alunos da rede municipal de ensino de São Paulo vão começar a receber tablets comprados pela Prefeitura para auxiliar os alunos na educação a distância. A distribuição dos 465 mil começa a ser feita quatro meses depois do anúncio da compra dos equipamentos.

No entanto, a promessa inicial era que os tablets já tivessem sido entregues em dezembro, mas somente 10% do total será distribuído neste ano.

Com o atraso, cerca de 50 mil alunos da rede municipal de ensino não estão fazendo aulas online porque não têm acesso à internet em casa.

O secretário de educação, Bruno Caetano, culpou um problema na licitação como o principal motivo para o atraso. A promessa agora é que todos os equipamentos sejam entregues em fevereiro do ano que vem, data prevista para o retorno das aulas presenciais. O retorno das aulas regulares para alunos do ensino fundamental será autorizada pela área da Saúde.

A Prefeitura de São Paulo gastou R$ 400 milhões na compra dos equipamentos que ainda não foram entregues.

Vídeos Relacionados