Ataque criminoso

Militantes do MST atacam sede do PL em São Paulo

A sede do partido do ex-presidente Jair Bolsonaro foi vandalizada com tinta vermelha, lama e ovos

acessibilidade:
Sede do PL em SP atacada pelo MST. (Foto: Divulgação/MST).

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) atacaram a sede do Partido Liberal (PL) em São Paulo.

A sede do partido do ex-presidente Jair Bolsonaro foi vandalizada com tinta vermelha, lama e ovos. Um boletim de ocorrência (B.O.) foi registrado pelo atentado.

Ao menos 30 pessoas desceram de uma van camufladas com capuz, máscaras, bandeiras e bonés, alguns com o símbolo do MST, e começaram a praticar o ato criminoso, segundo apontou o jornal O Estado de São Paulo.

Além de fazerem toda a baderna, os militantes deixaram uma faixa no local escrito “O PL é inimigo da natureza”.

No site do MST e na rede social X, antes conhecido como Twitter, o movimento declarou que os ataques criminosos têm o “objetivo de denunciar a atuação do partido e de outras siglas da direita na aprovação do ‘Pacote da Destruição’, conjunto de leis que buscam flexibilizar a legislação ambiental.”

Reportar Erro