Mais Lidas

crianças e uma gestante

Em SP, 46 pessoas, incluindo 28 crianças, foram vacinadas ‘por engano’ contra Covid

acessibilidade:
Cinco municípios instituem punição para quem se recusar a tomar vacina. Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

O município de Itirapina, em São Paulo, cometeu erro na vacinação de 46 pessoas que deveriam receber doses do imunizante contra a gripe H1N1 e receberam doses da CoronaVac, utilizada no combate ao coronavírus.

Dentre os imunizados, estão 28 crianças e uma gestante, dois grupos que ainda não têm liberação de uso nem dos laboratórios que produzem a vacina, nem das autoridades de saúde.

Os estudos clínicos das vacinas contra a Covid-19 ainda caminham para saber quais efeitos podem causar em crianças, adolescentes e mulheres gestantes.

A Secretaria Municipal de Saúde de Itirapina comunicou que o engano foi notado somente no momento de controle de estoque, quando as 46 doses constavam em falta na última quarta-feira (14).

A pasta também afirmou que os pacientes estão sendo monitorados para avaliar as condições clínicas. “Todas as providências para a segurança dessas pessoas foram tomadas e, segundo orientação dos médicos especialistas consultados, o fato não traz riscos para a saúde dos envolvidos”, disse em nota.

A Prefeitura de Itirapina informou que o erro ocorreu com o envio de frascos da CoronaVac á Escola José Cruz, um dos pontos de atendimento para vacinação contra a Influenza.