São Paulo

MPE pede arquivamento do inquérito contra Tarcísio de Freitas

Tarcísio é acusado de crime eleitoral por disseminar informações falsas durante a campanha eleitoral em 2022

acessibilidade:
Governador Tarcísio sanciona lei da modernização administrativa. (Foto: Francisco Cepeda/Governo de SP)

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu o arquivamento do inquérito da Polícia Federal contra o governador de São Paulo, Tarcisio de Freitas (Republicanos-SP). Tarcísio é acusado de crime eleitoral por disseminar informações falsas sobre um ataque na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, em outubro de 2022, durante a campanha eleitoral. 

Na época, Tarcísio disse que o ato havia sido um atentado contra ele, mas depois recuou e falou em “intimidação”. Na decisão, o promotor Fabiano Augusto Petean determinou a abertura de investigação contra um jornalista da Folha de S.Paulo que noticiou o episódio, segundo informações do jornal O Estado de S.Paulo. 

Em nota à publicação, a defesa do governador disse que esperaria a homologação do pedido, mas declarou que a manifestação do MPE “deixa claro” que o caso “foi um episódio policial, sem nenhuma relação com a campanha eleitoral”. 

Reportar Erro