65 anos

Médico com coronavírus no Rio de Janeiro está em estado gravíssimo

Paciente tem 65 anos e está internado em um hospital da rede particular

acessibilidade:
Especialistas em saúde pública alertaram que o número de mortos nos EUA poderá subir para duzentos mil durante o verão. Foto: Yonhap via The Korea Herald/Asia News Network

O Rio de Janeiro registrou neste domingo, 15, o primeiro paciente em estado gravíssimo em decorrência do coronavirus. Trata-se de um médico de 65 anos.

O médico é da cidade do Rio, não tem histórico de viagens nos 14 dias que antecederam a manifestação dos sintomas nem contato direto com outros casos confirmados ou suspeitos. Ele está internado em um hospital da rede particular.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o médico apresentou sintomas de febre, tosse, dificuldades respiratórias no dia 11 de março.

Em Niterói, um paciente jovem está internado e respira com ajuda de ventilação mecânica.

Em nota divulgada pelo governo fluminense, o secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, faz um apelo.

“A população precisa ficar em casa. Só assim poderemos conter essa epidemia. Se isso não acontecer, teremos outros casos semelhantes ao deste idoso. Precisamos proteger nosso pais e avós, que são mais vulneráveis”, diz.

Em entrevista à Rede Globo, o secretário fez uma projeção: mantido esse ritmo, o Estado do Rio poderá chegar a 24 mil casos confirmados em abril.

O estado do Rio de Janeiro encontra-se no nível 2 do seu plano de contingência. Na cidade do Rio de Janeiro, já foram registrados casos de transmissão comunitária.

Até a manhã desta segunda, a Secretaria Estadual de Saúde do RJ registrava 25 casos confirmados e 95 suspeitos — 147 foram descartados. Em todo o país, eram 200. (Com informações da Folhapress)

Reportar Erro