Mais Lidas

produtos falsificados

Justiça determina bloqueio de R$ 2,8 milhões em bens de delegado e policiais no Rio

O delegado Maurício Demétrio foi preso no final de junho por suspeita de receber valores de lojistas em Petrópolis

acessibilidade:
homem segurando microfone e sentado em frente a painel da Polícia Civil
O delegado Maurício Demétrio está preso desde o final de junho. Foto: Reprodução

A 6ª Vara de Fazenda Pública do Rio de Janeiro, a pedido do Ministério Público, determinou o bloqueio de R$ 2,8 milhões em bens do delegado Maurício Demétrio, que está preso desde o final do mês passado, e outros suspeitos de participação em esquema de propina.

De acordo com as investigações, o Maurício junto a três policiais e um perito da Polícia Civil recebiam vantagens financeiras para não coibir a venda de roupas falsificadas na Rua Teresa, na cidade de Petrópolis.

A Justiça do Rio também aplicou outras sanções ao grupo, além do bloqueio de bens, todos serão afastados das suas funções públicas.

Os cinco servidores da polícia e mais seis suspeitos de participarem do esquema terão o sigilo fiscal e bancário quebrado por determinação judicial.

Vídeos Relacionados