Plenário

Reoneração da folha pode ser pautada esta semana no Senado

O texto mantém para este ano a cobrança previdenciária de 1% a 4,5% sobre a receita bruta dos 17 setores da economia

acessibilidade:
Plenário do Senado Federal
Plenário do Senado Federal. (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado).

O Plenário do Senado deve analisar nesta terça-feira (21) a urgência para a votação dos projetos sobre a reoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia que mais empregam no país.

De autoria do senador Efraim Filho (União-PE), o texto mantém para este ano a cobrança previdenciária de 1% a 4,5% sobre a receita bruta. A proposta estabelece aumento gradual da alíquota a partir de 2025, chegando a 20% em 2028.

Sobre a reoneração dos municípios, o parlamentar afirma que a proposta depende ainda de ajustes. Os prefeitos querem continuar recolhendo a cobrança de 8% neste ano com elevação de 2% até 2027, quando a cobrança chegaria a 14%.

Os dois projetos devem ser pautadas na Casa mesmo dia.

Efraim Filho afirma que a expectativa é que serão aprovadas a urgências para os temas, levando as pautas direto ao Plenário.

O relator será o senador Jaques Wagner (PT-BA), líder do governo no Senado.

Reportar Erro