Sem processo de expulsão

PSD desfiliou Flordelis, agora presa, no momento em que foi cassada

Estatuto do PSD prevê desfiliação automática de parlamentar cassado

acessibilidade:
Ex-deputada federal Flordelis: cassada, desfiliada do PSD e finalmente presa - Foto: Pablo Valadares.

O PSD, fundado e presidido pelo ex-ministro Gilberto Kassab, encontrou uma maneira engenhosa de não estender crises decorrentes de eventual cassação de mandato de parlamentar filiado. De acordo com os estatutos do PSD, é desligado automaticamente do partido qualquer parlamentar de mandato cassado. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Por essa razão, Flordelis (RJ) estava desfiliada tão logo o plenário da Câmara dos Deputados declarou sua cassação.

Flordelis foi cassada esta semana por 437×7 votos, em razão das suspeitas de seu envolvimento no assassinato do próprio marido, e nesta sexta-feira (13) acabou presa por ordem da juíza Nearis dos Santos, da 3° Vara Criminal de Niterói. .

A maioria dos partidos no Brasil estica as crises da cassação de seus filiados por meio de longos e desgastantes processos de expulsão.

No PSD, a ex-deputada já era página virada. Na tarde da cassação, Kassab recebia cumprimentos pelo aniversário e estava muito mais preocupado com o retrocesso da volta das coligações.