Mais Lidas

Pisou em fios de poste

Protesto fecha rodovia após morte de garoto eletrocutado, em Maceió

Moradores de Riacho Doce Comunidade interditam AL-101 Norte e acusam a Equatorial Alagoas pela morte

acessibilidade:
Comunidade de Riacho Doce ateou fogo para bloquear a AL-101 Norte. Foto: Divulgação/Redes Sociais

Moradores da comunidade de Riacho Doce, em Maceió (AL), realizam na manhã desta segunda-feira (31) um protesto que interditou a rodovia AL-101 Norte, pedindo justiça pela morte do menino Lucas, de 8 anos de idade, após ter sido eletrocutado ao pisar em fios que caíram de um poste, na manhã do último sábado (29).

Os manifestantes acusam a Equatorial Alagoas de provocar a morte do garoto, ao negligenciar o chamado por falta de energia, registrada à 1h30 da madrugada, mas só atendida pela manhã, quando a criança brincava e teve contato com os fios ainda energizados.

A comunidade bloqueia os dois sentidos da via que é a principal ligação entre Maceió e o Litoral Norte de Alagoas, ateando fogo em pneus e galhos de árvores. A Polícia Militar acompanha e negocia a liberação da via.

“Foi um crime que chocou o bairro, pois faltou energia 1h30 da madrugada, a Equatorial foi acionada, mas só chegou 09h50. A criança eletrocutada não teve nenhuma assistência da empresa. O bairro está em luto após essa negligência e falta de respeito. A fiação era velha, e aí a gente se pergunta quantos ainda vão morrer para que se tome uma providência”, relatou Leandro, amigo da família, em entrevista à TV Pajuçara.

O menino chegou a ser socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jacintinho, mas não resistiu e morreu.

Segundo moradores, ligações foram feitas para a Equatorial desde a madrugada do sábado para avisar sobre a fiação caída ao chão, já que o local é muito utilizado por crianças para brincarem, mas ninguém apareceu.

Relatos dos que residem no local dão conta ainda de que a empresa só apareceu por volta das 9h50, momento em que se deparou com a criança sendo eletrocutada.

Foram as equipes da Equatorial que levaram o menino para a UPA, de acordo com os moradores. O Batalhão de Polícia de Eventos (BPE) confirmou a informação, ao relatar que a equipe policial passava pelo local quando teve apoio solicitado pelos funcionários da empresa de energia.

Em nota, a Equatorial Alagoas disse que lamenta o ocorrido e informou que está fazendo todos os levantamentos sobre a ocorrência no bairro do Riacho Doce, em Maceió. “A verificação minuciosa tem como objetivo identificar as causas e circunstâncias do acidente registrado na manhã deste sábado (29)”. (Com informações da Gazetaweb)

Reportar Erro