Mais Lidas

Sertanejos com sede

Prefeitos alagoanos apelam à bancada federal contra suspensão de carros-pipa no Sertão

Operação Pipa deixou de levar água para matar a sede de alagoanos do Sertão e Semiárido

acessibilidade:
Seca no Sertão de Alagoas. Reprodução: TV Globo/Arquivo

A sede dos alagoanos do Sertão e Semiárido do estado foi agravada com a suspensão da Operação Pipa, executada pelo Exército Brasileiro, neste mês de março. Diante do quadro de calamidade em pleno verão causticante e durante uma pandemia de covid-19, o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley (MDB), solicitou, em nome dos prefeitos, o apoio da bancada federal de Alagoas para o retorno da ação coordenada pelo governo de Jair Bolsonaro.

Em documento enviado ao presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, e a deputada Tereza Nelma, líder da Bancada Federal Alagoana, o presidente da AMA e prefeito sertanejo de Cacimbinhas relata as dificuldades que a suspensão está causando a milhares de famílias.

Por meio de sua assessoria, Hugo Wanderley afirma que a Operação Pipa atende em média 137 mil pessoas em 42 municípios do Sertão e Semiárido.

“A população rural dessas regiões de Alagoas vive hoje um drama sem precedentes, além da privação de água para consumo, expostos mais ainda ao vírus da Covid-19. A Operação Pipa, que já não era suficiente para atender toda população, amenizava a situação e o medo dos prefeitos é transformar o que já era precário em insustentável, já que inúmeras famílias vão ficar sem o básico para sobrevivência”, disse o presidente da AMA, em nota de sua assessoria.

Recado a Renan Filho

Em outra mensagem, divulgada nas redes sociais, Hugo Wanderley cobra do governador Renan Filho (MDB) a demissão do diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), Clecio Falcão, por ignorar os problemas de abastecimento de água na Bacia Leiteira.

“Sabemos das dificuldades e das décadas sem investimento. Mas não cabe na ‘Nova Alagoas’ servidores que não tenham sensibilidade para com o sofrimento das pessoas”, disse Wanderley.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Hugo Wanderley (@hcwanderley)