Mais Lidas

Sustentabilidade

Prefeito inicia em escola projeto de energia solar para órgãos públicos de Maceió

Rui Palmeira garantiu redução em 18 vezes a conta de energia de escola e deve ampliar ação

acessibilidade:

O prefeito Rio Palmeira (PSDB) iniciou ontem (6), em uma escola pública, um projeto piloto para utilizar em órgãos públicos municipais de Maceió (AL) a energia produzida a partir da luz do sol, fonte renovável e sustentável. Além de gerar economia, o investimento de R$ 83 mil, via licitação, o uso da energia solar levará inúmeros benefícios para a escola e para o meio ambiente, como a redução das taxas de carbono.

A ordem de serviço foi assinada nessa segunda-feira, para implantação de projeto piloto na Escola Municipal Pompeu Sarmento, localizada no Barro Duro. A obra contempla a implantação de equipamentos e de materiais para instalação da microgeração de energia solar na escola.

Segundo estudos do setor de engenharia da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Município deve compensar o investimento a médio prazo, em cerca de cinco anos.  A obra será executada pela empresa JPK Energy Engenharia Sustentável, Construções e Serviços, contratada por meio de processo licitatório.

“Em Maceió, o sol domina quase que o ano todo e a gente precisa explorar mais esse potencial que nós temos. Estamos iniciando na Pompeu Sarmento e tenho certeza que vai dar muito certo e vamos expandir para outros prédios públicos da Prefeitura. Gastamos, em média, só na Educação, cerca de R$ 5 milhões por ano, uma conta altíssima. E, com esses investimentos, queremos ir reduzindo essa conta”, justificou o prefeito Rui Palmeira.

18 vezes menos custo

Só na Unidade de Ensino, a média mensal da conta de energia é R$1.800. Com a implantação da tecnologia, a escola passará a pagar apenas R$100, referente à taxa de serviço da distribuidora. A Escola da Rede Municipal atende, em média, 1.200 alunos.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, a ação é importante para toda a cidade. “A implantação vai melhorar o consumo de energia do município. As escolas funcionam todos os dias, nos três horários, logo, o nosso consumo é muito grande. A escola Pompeu Sarmento passou por um processo de reforma grande e toda a sua infraestrutura, principalmente a parte elétrica, está pronta para receber novos projetos”, pontuou a secretária.

“Um município sustentável é parte fundamental das Cidades Inteligentes”, garante Íria Almeida, secretária municipal de Governança. “A sustentabilidade é uma perna da cidade inteligente. E a escola é o melhor local para começar a trabalhar esses conceitos. Na Pompeu Sarmento serão implantadas 70 placas de energia solar na escola. Vamos começar lá, mas a ideia é levar esse projeto para outras escolas e postos de saúde”, pontuou Almeida. (Com informações da Secom Maceió)