Mais Lidas

Sem réveillon

Prefeito do Rio de Janeiro decide cancelar festa da virada

Eduardo Paes afirma que toma a "decisão com tristeza", mas opta por seguir recomendação estadual

acessibilidade:
Queima de fogos na praia de Copacabana, Réveillon Rio Foto: Fernando Maia

Está decidido, a tradicional festas da virada, que atrai milhões de pessoas, do mundo inteiro para a cidade do Rio de Janeiro, não irá ocorrer, de novo.

O anúncio do cancelamento do réveillon, foi feito pelo prefeito da Eduardo Paes, em seu perfil no Twitter. Depois, por volta das 10 horas da manhã deste sábado (4), ele confirmou a decisão durante uma coletiva de imprensa.

Paes afirma que toma a decisão com tristeza “mas não temos como organizar a celebração sem a garantia de todas as autoridades sanitárias. Infelizmente não temos como organizar uma festa dessa dimensão, em que temos muitos gastos e logística envolvidos, sem o mínimo de tempo para preparação”.

O posicionamento do prefeito ao encontro com do governo estadual. “Se é esse o comando do Estado(não era isso o que vinha me dizendo o governador), vamos acatar. Espero poder estar em Copacabana abraçando a todos na passagem de 22 para 23. Vai fazer falta mas o importante é que sigamos vacinando e salvando vidas’.

Ainda não foi revelado se a festa de réveillon será virtual como ocorreu no ano passado. A virada do ano de 2020 para 2021, na praia de Copacabana e em outros bairros da cidade não teve a presença de público. Porém, foi transmitida de forma virtual, ao vivo pela internet no canal oficial da Empresa de Turismo do Município do Rio (Riotur).

Reportar Erro