Mais Lidas

VANDALISMO

Prefeito de Maceió vai propor punição mais dura contra pichadores

Após pichações em viadutos revitalizados, projeto irá à Câmara

acessibilidade:

No mesmo dia em que equipes da Prefeitura de Maceió executaram a limpeza de dois viadutos pichados pouco tempo após terem sido revitalizados, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) decidiu, nesta quarta-feira (18), enviar à Câmara Municipal de Maceió um Projeto de Lei para tornar mais duras as penalidades para pichadores na capital.

Ao vistoriar os serviços nos viadutos Aprígio Vilela e Ib Gatto, Rui Palmeira declarou que o Município registrou boletim de ocorrência para que a polícia encontre os responsáveis pela ação criminosa.

“Já estamos pintando os viadutos e a ideia é refazer o trabalho de forma rápida, mas não será tolerável esse tipo de ação em Maceió, por isso vamos enviar um projeto de lei para endurecer as leis aos vândalos que estão depredando o patrimônio público e deixando nossa cidade mais feia”, detalhou o prefeito, acrescentando que a Prefeitura não vai medir esforços para penalizar os responsáveis pela ação, civil e criminalmente.

O PREJUÍZO

O secretário municipal de Desenvolvimento Sustentável, Gustavo Acioli Torres disse que o prejuízo com a reparação do dano chegou a quase R$ 20 mil em cada viaduto. E ressaltou que pichação e vandalismo são crimes previstos no Artigo 65 da Lei 9.605/98, que é a Lei dos Crimes Ambientais, com pena de detenção de três meses a um ano, além de multa. 

A Prefeitura divulgou ainda que a população pode denunciar atos de pichação ou qualquer outro tipo de degradação, acionando a Guarda Municipal pelo telefone 153 ou ligando para a Polícia Militar, no número do disque denúncia 181.

Os viadutos localizados nos bairros Poço e Farol foram alvo de pichações antes mesmo de terem a revitalização entregue oficialmente pela Prefeitura de Maceió.

“Nós estamos empenhados em recuperar espaços públicos e deixar a cidade de Maceió mais bonita e temos feito isso tanto com recursos próprios, como na busca por parcerias. É preciso que a população também seja vigilante, apropriando-se cada vez mais desses espaços e contribuindo para cuidar do patrimônio público”, afirmou o prefeito tucano.