Mais Lidas

Marcas diferentes

Polícia afirma que jovem que automutilou suástica fez mais lesões antes de depor

Marcas entre a análise feita pelo Departamento Médico Legal seriam diferentes das registrada em uma fotografia no dia do depoimento

acessibilidade:

A jovem que simulou uma suástica, símbolo nazista, na barriga fez mais lesões no corpo antes de prestar depoimento da 1ª Delegacia de Porto Alegre, afirma a polícia. De acordo com o delegado Paulo César Jardim, as marcas analisadas pelo Departamento Médico Legal (DML) são diferentes das registradas em uma foto feita no dia em que a jovem prestou depoimento.

O Departamento de Criminalística concluiu que a imagem apresentava mais lesões feitas por um objeto cortante do que o que havia sido verificado pela perícia. Os peritos apontam dez riscos a mais feitos durante o período entre as duas análises.

Para o delegado, esse novo fato corrobora com o indiciamento e com a conclusão de que a jovem teve intenção de fazer os riscos no próprio corpo.

A garota denunciou que em 8 de outubro, dia do primeiro turno das eleições deste ano, havia sido atacada por homens que se diziam eleitores de Jair Bolsonaro (PSL). A vítima, que tem seu nome mantido em sigilo pela polícia, disse que havia descido de um ônibus e, então, abordada por três rapazes pelo fato de estar com adesivos de orientação política.

No dia 24 de outubro, no entanto, o Instituto Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul concluiu que foi automutilação a suástica desenhada no corpo da jovem. (Com informações do Gauchá Zero Hora)

Vídeos Relacionados